Ring!

Estava em casa, sozinha, babando na cama ao mantra sonoro que a TV produz ligada “sem-som“. De repente, ouviu o toque do seu celular. Tocou uma, duas vezes e parou, dando lugar novamente ao mantra da TV. Procurou o celular sobre a cômoda, deu uma ligeira olhada pelo quarto… O celular parecia ter desaparecido. Resolveu então tentar o óbvio: ligar para si mesma. Apanhou o telefone e teclou – com toda a dificuldade do momento que antecede o sono – o número do seu celular.

Ouviu os toques do outro lado do telefone, mas o celular não respondia do lado de cá.

De súbito, alguém atende:

Alô?

(…)

Oi?

Quem é?

– Hã? Como!? É que eu liguei pro meu celular…

– Entendo. Mas acho que você está enganada, deve ter discado o número errado.

– Provavelmente… Desculpe-me.

Desliga o telefone e dá três passos, achando a situação um tanto engraçada.

Um vulto surge do nada, agarrando a garota e trazendo à tona um grito sufocado.

 

Vira a nona vítima do maníaco do celular.

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: