Perceba.

Esta foto nada representa.

Cato migalhas por aí. Invisível, inacessível. Não estou em você, não busco você, não me aproprio de você. Aproprio-me da sua mente e dela faço o inverso. Não é mais você, não está em você. Está na lama do ser, no princípio de tudo.

Resguarda o ser, esquece o teu. Vinho, laranja, sonhos bobos – medianos – à quem importa? À beira do norte, à margem da sorte, falta quem olhe, quem sinta. Trinta dias não fazem diferença: são trinta dias. Vida salva para quem ganha. Vida, à quem importa?

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: